1/1
CHRONIC PAIN
Thinking beyond muscles & joints

Grande Porto - Centro de Formação da Formaterapia (Vila do Conde)

17 e 18 de dezembro de 2016

 



CURSO CONFIRMADO! ÚLTIMAS VAGAS!

INTRODUÇÃO

​​Existe cada vez mais evidência sobre a importância do papel do Fisioterapeuta no tratamento

de dor crónica. Este profissional reúne skills únicos que lhe permitem intervir ao nível da mente,

corpo e cérebro do utente. No entanto, muitos Fisioterapeutas não têm perceção desta capacidade

de lidar com utentes complexos com dor crónica. Este curso tem o objetivo de facilitar a utilização

de abordagens baseadas na evidência no tratamento de dor crónica.

 

 

A dor crónica representa um problema bio-psico-social, com alterações ao nível da mente, corpo

e cérebro. A educação, terapia pelo exercício e atividade física são intervenções efetivas para

diversos tipos de disfunções de dor crónica, incluindo fibromialgia, dor cervical crónica, osteoartrite,

artrite reumatóide e dor lombar crónica. 

Muito embora os benefícios clínicos da Fisioterapia nessas populações esteja bem estabelecido

ao nível de investigação, há dificuldades dos clínicos em aplicar a ciência na prática clínica diária. 

 

Uma das razões pelas quais os Fisioterapeutas poderão ter dificuldade em aplicar a evidência

na prática clínica é a dificuldade em diferenciar entre diferentes tipos de dor. De facto, um fator essencial para aplicar tratamentos adequados está relacionado com a classificação da dor em nociceptiva, neuropática ou sensitização central.  Durante o curso, os formandos aprenderão como poderão classifica o quadro clínico dos seus utentes, recorrendo a algoritmos clínicos simples e de rápida aplicação no dia-a-dia clínico. 

 

Estratégias que visem alterações ao nível da cognição da dor, especialmente catastrofização e crenças de medo-evitamento, têm sido identifcadas como sendo bastante importantes no atingimento de resultados positivos em casos de dor crónica. Estes fatores são habitualmente incluídos em programas que incluem exercício terapêutico, educação da dor baseada na neurociência e management de stress e atividade.

 

É crucial considerar diferentes mecanismos de dor, incluindo aspetos como sensitização central e analgesia endógena como resposta ao exercício, em diversas populações com dor crónica. Em utentes com dor crónica e sensitização central, é importante que a intervenção tenha um enfoque no cérebro e não tanto ao nível de músculos, articulações ou sistema cárdiovascular. Mais especificamente, a neurociência moderna leva-nos a utilizar estratégias com o objetivo de diminuir a sensibilidade do sistema nervoso central. Diversos estudos suportam a utilização deste tipo de terapia de "des-sensitização" como a exposição gradual ao movimento. 

 

Adicionalmente, utentes com dor crónica poderão apresentar alterações físicas, como lesões articulares ou alterações do controlo neuromuscular. Os formandos aprenderão a incorporar estratégias de tratamento físico numa abordagem mais ampla, verdadeiramente bio-psico-social, no tratamento de utentes com dor crónica. 

 

Os Fisioterapeutas reúnem capacidades únicas para tratar aspetos múltiplos presentes em utentes com dor crónica. Após uma correta sub-classificação do utente com dor crónica, o Fisioterapeuta poderá intervir com diferentes estratégias de educação, exercício e intervenções manuais direcionadas ao sistema nervoso e e sistema músculo-esquelético. 

FORMADOR

​​       Jo Nijs



 





Jo Nijs é Doutorado em Ciências da Reabilitação e Fisioterapia e Mestre em Terapia Manual e Fisioterapia. É professor associado da Vrije Universiteit Brussel (Bruxelas, Bélgica) e Fisioterapeuta/Terapeuta Manual no University Hospital Brussels.

É um dos maiores experts mundiais em dor crónica. Dirige um grupo de investigação denominado Pain in Motion (www.paininmotion.be), tendo publicado mais de 150 artigos nos últimos anos, essencialmente na área da dor crónica. Obteve mais de €3.3 milhões em bolsas de investigação.

É preletor assíduo em grandes congressos internacionais, como o da World Confederation for Physical Therapy, entre outros. 

 

OBJECTIVOS

 

​No final do curso, o formando terá desenvolvido as capacidades de: 

  • Aplicar guidelines baseadas na evidência na prática clínica diária;

  • Classificar os utentes como apresentando dor nociceptiva, neuropática ou sensitização central;

  • Desenvolver e implementar programas de educação de dor baseados na neurociência moderna;

  • Desenvolver e implementar intervenções de Fisioterapia envolvidos numa abordagem verdadeiramente bio-psico-social, considerando aspetos cognitivos/afetivos e emotivos relacionados com a experiência de dor do utente.

 

 

 

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

  • Dor crónica: alterações ao nível da mente, corpo e cérebro.

  • Classificação da dor: nociceptiva, neuropática e sensitização central.

  • Programas de educação de dor baseados na neurociência: teoria e prática.

  • Exercício terapêutico para utentes com dor crónica: memória de dor.

  • Alterações do sono, intolerância ao stress e atividades da vida diária: sua importância na dor crónica.

  • A Fisioterapia enquadrada num modelo bio-psico-social de utentes com dor crónica.

  • Estudos de caso.

 

IDIOMA EM QUE O CURSO SERÁ MINISTRADO

Inglês, com tradução parcial para Português sempre que se justifique/seja solicitado.


DESTINATÁRIOS
Fisioterapeutas

DATAS E HORÁRIO
17 e 18 de dezembro de 2016

09h às 17h



ASSIDUIDADE
Apenas será atribuído certificado aos formandos que frequentem, no mínimo, 80% da carga horária.
 


VAGAS
24 vagas
O critério de selecção dos candidatos é a ordem de recepção das inscrições completas (ficha + cópia do diploma/cédula + cheque/comprovativo de transferência).


PREÇO
260€
Este preço inclui manual do curso,
certificado e 4 coffee breaks.

Pagamento de 100% no ato da inscrição ou em duas prestações de 50%: a primeira aquando da inscrição, de modo a garantir a sua vaga, e a

segunda até uma semana antes da data de realização do curso. Quer sugerir um plano de pagamento alternativo? Por favor consulte-nos!

 

 

INSCRIÇÃO

 

A sua inscrição apenas será válida se nos enviar o comprovativo de pagamento  e certificado de

habilitações/cédula profissional.

Há possibilidades de efectuar o pagamento em prestações. Contacte-nos para mais informações.

No caso de desistência, o valor pago apenas será reembolsado no caso da vaga ser preenchida.

 

A Formaterapia reserva-se o direito de cancelar o curso no caso de não obter um mínimo de inscrições.

A realização do curso será confirmada na semana seguinte à do termo do prazo de inscrições.

 

Política de Privacidade

Termos e Condições

Regulamento de Formação