Na prática clínica privada, os Fisioterapeutas, em muitas ocasiões, são profissionais de primeiro contacto. Há um número crescente de utentes que procuram cuidados de Fisioterapia sem terem consultado, anteriormente, um médico. Tal facto leva a que os Fisioterapeutas tenham que identificar situações clínicas que impliquem o encaminhamento do utente para um médico da especialidade relevante, e em que inclusivamente estejam contra-indicados certos procedimentos de avaliação e intervenção de Fisioterapia. 

O objetivo essencial deste curso é dotar o Fisioterapeuta de competências de avaliação subjetiva e física que lhe permitam fazer um screening de situações que poderão sugerir a existência de patologias médicas sérias (como por exemplo fraturas, tumores, patologia visceral...) que poderão apresentar-se "mascaradas" como casos músculo-esqueléticos, sob a forma de dor na coluna ou membros, fraqueza muscular, parestesias e adormecimento, entre outros. 

Este tipo de formação é obrigatório em diversos países em que o Fisioterapeuta é considerado profissional de primeiro contacto. Aparentemente, é um tema ainda pouco abordado nos planos de estudos das licenciaturas, em Portugal, e de extrema importância para uma prática segura e consciente.

KERSTIN LUEDTKE

Kerstin é licenciada em Fisioterapia pela Hamburg Ochsenzoll (Alemanha). É especialista em Terapia Manual, traumatologia e dor crónica. Trabalhou em diversas clínicas e hospitais da zona de Hamburgo até emigrar para o Reino Unido, onde completou o Mestrado em Fisioterapia Músculo-Esquelética na Sheffield Hallam University. Durante o período em que residiu no Reino Unido, trabalhou em diversas clínicas e apercebeu-se do déficit de formação dos Fisioterapeutas no screening médico e diagnóstico diferencial, levando-a a interessar-se por este tema. Posteriormente, concluiu o seu doutoramento em Fisioterapia na Birmingham University (Reino Unido). Realizou um pós-doutoramento no Departamento de Neurociências da University of Hamburg e, neste momento combina a prática clínica com o seu papel de investigadora no Instituto de Neurociências do University Medical Centre, Eppendorf, Hamburgo.

Atualmente, Kerstin é docente da Universitat zu Lubeck (Alemanha) e da Jerzy Kukuczka Academy of Physical Education. É fundadora e formadora do Institute for Evidence-Based Physiotherapy and Screening na área do medical screening e diagnóstico diferencial, tendo ensinado em diversos países em todo o mundo.
É autora de mais de 50 artigos científicos publicados em revistas indexadas. É membro da comissão editorial da revista Physioscience e revisora científica das revistas Journal of Pain Research, Cephalalgia, British Medical Journal, Musculoskeletal Science and Practice (ex-Manual Therapy), PlosOne, Der Schmerz e Physioscience.

O objetivo deste curso é ministrar conhecimentos teóricos e práticos sobre a avaliação diferencial e screening de condições médicas sérias mascaradas como condições músculo-esqueléticas que requeiram o encaminhamento do utente para médico da especialidade relevante.

No final do curso, os alunos estarão aptos a integrar as novas competências desenvolvidas numa prática clínica mais segura, responsável e consciente.

 

  • Screening de condições médicas na prática clínica do Fisioterapeuta: avaliação subjetiva e física.

  • Red Flags em Fisioterapia Músculo-esqulética.

  • Condições clínicas graves que requerem avaliação/tratamento médico que poderão estar mascaradas como dor músculo-esquelética.

  • Fatores de risco e red flags relacionados com os sistemas cárdio-vascular, pulmonar, gastrointestinal, urológico, ginecológico e vascular periférico.

  • Fatores de risco e red flags relacionados com fraturas, processos inflamatórios, ruturas e tumores.

  • Fatores de risco e red flags relacionados com patologias endócrinas, neurológicas, reumatológicas, psicológico/psiquiátrico.

  • Inflamação local versus sistémica.

  • Avaliação neurológica para despiste de cauda equina.

  • Mielopatia versus radiculopatia.

  • Fraturas e osteoporose.

  • Patologia do foro oncológico.

  • Aneurisma abdominal da aorta.

  • Dor visceral referida (gastrointestinal, pulmonar, urológico).

  • Cefaleias e nervos cranianos.

  • Testes clínicos. 

  • Raciocínio clínico.

  • Estudos de caso.

  • Evidência científica.

Inglês

11 e 12 de maio de 2019

09h00 às 17h00

Fisioterapeutas

24 vagas

Centro de Formação da Formaterapia | Grande Lisboa

Urbanização Quinta da Parreirinha

Rua Amália Rodrigues, 24, 1º Dto.

2695-063 Bobadela

210€ (inclui manual do curso, certificado DGERT e 4 coffee breaks)

Pagamento de 100% no ato da inscrição ou em duas prestações de 50%: a primeira aquando da inscrição e a segunda até uma semana antes da data de realização do curso. No caso de pretender sugerir um plano de pagamento alternativo, envie-nos um email para info@formaterapia.com. 

- O critério de seleção dos candidatos é a ordem de receção das inscrições.

- A sua inscrição só será válida se nos enviar o comprovativo de pagamento e a cédula profissional/diploma de curso.

- No caso de desistência, o valor pago apenas será reembolsado no caso da vaga ser preenchida.

- A Formaterapia reserva-se o direito de cancelar o curso no caso de não obter um número mínimo de inscrições ou por motivos

de força maior.

- A realização do curso será confirmada na semana seguinte à do termo do prazo de inscrições, por email.

- Poderá haver alterações no local de realização do curso, num raio de 10km.

- Apenas será atribuído certificado aos formandos que frequentem, no mínimo, 80% da carga horária.​
 

Política de Privacidade

Termos e Condições

Regulamento de Formação